Confira

Confira a lista completa de agências

Saiba por que contratar uma agência associada é a solução mais adequada do mercado.

  • Conversion
  • Dainet
  • hashTAG
  • Carranca
  • Conteúdo Online
  • e/ou
  • Capuccino Digital
  • Agência Pulso
  • Digital Industry
  • SEO Marketing
  • Agência Orange Five – AO5
  • AD.Dialeto
  • Punto Comunicação Multimeios
  • Futurelab
  • DIGY Web Estratégias Digitais E-Commerce SEO Marketing Digital

Guia de e-Commerce APADi em parceria com Sebrae-SP Aprenda montar um e-commerce profissional passo a passo




Guia de e-Commerce APADi em parceria com Sebrae-SP Aprenda montar um e-commerce profissional passo a passo

Publicação traz passo a passo para abrir um e-commerce profissional

0_Capa-Guia-de-e-Commerce-APADi_Credito-Capa-Agência-Twist

Capa do Guia de e-Commerce APADi

  • Guia foi feito por agências digitais e especialistas que implementam e gerenciam e-commerce. Juntos, já Capa do Guia de e-Commerce APADi desenvolveram mais de 400 projetos
  • APADi acredita que o Guia é um marco de maturidade do segmento e contribuirá para a diminuição da taxa de mortalidade de lojas vituais
  • A Versão digital do Guia de e-Commerce é gratuita e pode ser lida na web, tablet e celular

A Associação Paulista das Agências Digitais (APADi) lança, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo (SebraeSP), o Guia de e-Commerce, uma publicação gratuita para orientar o empreendedor a entrar em um negócio eletrônico de maneira profissional. Criado a partir da experiência de um comitê formado por alguns dos principais especialistas do Brasil, especialistas que juntos já desenvolveram mais de 400 lojas virtuais, o Guia apresenta de maneira integrada e num único local um passo a passo didático de como montar o negócio, explicando ao empreendedor por onde começar e a que prestar atenção em cada momento do projeto: planejamento, plataforma e tecnologia, integrações, comunicação visual, gestão de conteúdo, operações e logística, serviços financeiros e marketing digital.

0_Guia-de-e-Commerce-APADi_Credito-Ilustração-Agência-Twist-2

A complexidade do e-commerce profissional – Ilustrações/Agência Twist

“Pela primeira vez temos um conteúdo baseado na experiência prática de profissionais de alto nível, que fizeram um trabalho voluntário durante sete meses. A proposta deste comitê é contribuir para a redução da taxa de mortalidade no e-commerce. Atualmente, a  grande dificuldade de inclusão digital empresarial é gerada pela deficiência de know-how tecnológico e falta de conhecimento das especificidades do negócio eletrônico. Isto faz com que muitos e-commerces não passem do primeiro ano de vida”, declara Cláudio Coelho, presidente da APADi. “Esperamos desmistificar alguns conceito erroneos que circulam entre o público geral. Por exemplo, a maioria das pessoas imagina que para um e-commerce funcionar bem basta o investimento  em plataforma. Na prática, para um projeto de sucesso, o custo da plataforma deve ser de 15% a 20% do capital total, o restante deve ser investido nas outras áreas, principalmente em divulgação”, enfatiza.

Para o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano, o Guia chegou em um momento extremamente importante. “A internet tem sido uma opção muito procurada pelos empreendedores. Não basta só vontade, é preciso planejamento como todo e qualquer negócio. Para quem acha que é só fazer uma página e colocar no ar, já está começando errado”, explica Bruno Caetano. “Os primeiros anos de abertura de uma empresa são delicados para os pequenos e micro empreendedores, com alta taxa de mortalidade. O Sebrae-SP e a APADi reuniram especialistas capazes de mapear erros e oportunidades do e-commerce, dicas que ajudarão o proprietário do site a buscar sempre a melhores soluções. ”

Thiago Sarraf, líder do comitê que desenvolveu o Guia de e-Commerce APADi, explica que é fundamental que o empreendedor do mundo virtual aprenda a lidar com parcerias e processos de atendimento ao cliente. “A equipe tem que ser qualificada, entender de marketing digital e da tecnologia do e-commerce, precisa ser orientada ao sucesso do negócio e ao bom atendimento ao cliente. Um dos pontos críticos de um sucesso do e-commerce são as parcerias estabelecidas, principalmente na logística de distribuição dos produtos. É preciso trabalhar muito alinhado ao parceiro para evitar devoluções, danos ao produto e reclamações do consumidor”.

Guia de e-Commerce APADi inclui modelos de referência para o empreendedor: um roteiro de planejamento digital, planilhas de controle de estoque e fluxograma de pedidos. Além disso, ensina como calcular o retorno sobre o investimento, dá dicas financeiras que ajudam a evitar fraudes, esclarece os termos técnicos e jargões do meio e apresenta todos tipos de plataformas oferecidas pelo mercado e quais suas vantagens e desvantagens.

Aprenda montar um e-commerce profissional passo a passo

Guia de e-Commerce APADi apresenta em oito passos como montar de uma e-commerce profissional: Planejamento, Plataforma e Tecnologia, Integração, Comunicação Visual, Gestão de Conteúdo, Operações e Logística, Serviços Financeiros e Marketing Digital.

Passo 1 – Planejamento

Ilustração/Agência Twist

Ilustração/Agência Twist

É preciso começar pelo Planejamento Digital. O Guia oferece um roteiro para o empreendedor e ensina como planejar o crescimento orgânico, como registrar marca e domínio, definir claramente o território de atuação e como calcular o investimento mínimo para que o e-commerce cresça conforme planejado. Para planejar é preciso saber que a taxa de conversão de vendas dos e-commerces no Brasil variam de 0,5% a 1,5% dos visitantes. Ou seja, é preciso 100 mil visitantes para vender de 500 e 1500 produtos.

Passo 2 – A escolha da plataforma tecnológica

002_PlataformaeTecnologia

Ilustração/Agência Twist

Ilustração/Agência Twist
A plataforma do e-commerce será a interface entre a empresa e o cliente. Existem dois tipos de plataforma, a proprietária e a open source. Proprietárias são desenvolvidas por fornecedores brasileiros, que têm como principal vantagem localização, flexibilidade e personalização. Open source exigem menor investimento inicial e são indicadas para o pequeno empreendedor. Outro tema importante aqui são os modelos de cobrança, que podem ser por fee mensal, quantidade de produtos, quantidade de pageviews e uso de recursos.

003_Integracoes

Ilustração/Agência Twist

Passo 3 – Integrações
Quando o empreendedor já é lojista do varejo tradicional, este é um capítulo muito importante na hora de montar o e-commerce. É preciso integrar os sistemas de gestão da empresa e os de atendimento ao cliente, além do backoffice, principalmente se a loja física e a online compartilharem estoque. A integração do backoffice também é importante no caso das lojas exclusivamente virtuais, que também precisam integrar ao e-commerce o controle de estoque, gestão financeira, con­tabilidade e emissão de notas fiscais eletrônicas.

004_ComunicacaoVisual

Ilustração/Agência Twist

Ilustração/Agência Twist
A Comunicação Visual é a parte do e-commerce respon­sável pela criação do layout e pela arquitetura de informação. É o próprio desenvolvimento da loja em si e vai muito além de um belo visual, estuda a forma como as pessoas vão en­tender e usar aquele e-commerce especificamente. É neste momento que serão definidos o Mapa do Site, Design e a Navegação. Ainda, neste capítulo, são abordadas as interfaces de vendas do e-commerce (web, Facebook, mobile, tablet) e suas peculiaridades.

Passo 5 – Gestão de conteúdo

005_GestaodeConteudo

Ilustração/Agência Twist

O conteúdo é tudo o que o cliente vê publicado no site e neste capítulos estão os processos de produção de informação, a publicação de fotos, vídeos, imagens e texto, gerenciamento de qualidade de imagens e direitos de publicação. Além disso, o capítulo trata da definição de prazos de entregas, política de preços e reprecificação, a necessidade de ter um bom controle de estoque e, ainda, de haver uma pessoa aresponsável por revisão das publicações, especialmente para evitar reclamações do consumidor e problemas de ordem jurídica.

006_OperacoeseLogistica

Ilustração/Agência Twist

Ilustração/Agência Twist
A logística é uma das áreas mais críticas de uma loja virtual, pois dela depende a satisfação de atendimento do cliente. O produto precisa chegar inteiro e no prazo prometido. Por isso, é necessário cuidar das parcerias para evitar devolução e danos ao produto. Além disso, é preciso entender o fluxo de pedidos, de embalagem, conferência dos pedidos e expedição e apresentar opções de contatos para atendimento ao cliente. Neste capítulo, são apresentadas as habilidades requeridas para a equipe de gestão do e-commerce.

Passo 7 – Serviços financeiros

007_ServicosFinanceiros

Ilustração/Agência Twist

Neste capítulo, o empreendedor aprende a lidar com fraudes. Os especialistas avisam que o sistema de faturamento não deve ser 100% automati­zado, é melhor que os pedidos passem por uma análise manual de risco antes da autorização da venda, pois os fraudadores estão cada vez mais sofisticados. É importante que a plataforma esteja integrada ao sis­tema de faturamento para agilizar e melhorar a administração de informações. Para suporte rápido ao cliente, o serviço de atendimento ao cliente (SAC) precisa acessar às informações de faturamento.

008_MarketingDigital

Ilustração/Agência Twist

O marketing digital é muito importante no e-commerce, pois na loja física, ao abrir as portas o lojista já tem o ponto. No e-commerce não há ruas e pontos, e para que o consumidor conheça a loja online é preciso investir em marketing digital. O capítulo aborda canais de vendas (Links Patrocinados, Email Marketing, Rede Display), Canais de Divulgação e Relacionamento e Canais Institucionais (Selos de Segurança). Além disso, ensina usar SEO para melhorar buscas orgânicas, realizar promoções e mensurar resultados de campanhas de vendas.

Faça aqui o download gratuito do seu Guia de e-Commerce APADi




X