Confira

Confira a lista completa de agências

Saiba por que contratar uma agência associada é a solução mais adequada do mercado.

  • Carranca
  • SEO Marketing
  • Dainet
  • DIGY Web Estratégias Digitais E-Commerce SEO Marketing Digital
  • AD.Dialeto
  • Capuccino Digital
  • Digital Industry
  • Punto Comunicação Multimeios
  • Conteúdo Online
  • Futurelab
  • Conversion
  • Agência Orange Five – AO5
  • e/ou
  • Agência Pulso
  • hashTAG

Tipos de plataforma de e-commerce




Tipos de plataforma de e-commerce

A gama de plataformas de e-commerce é enorme, o que possibilita poder de decisão para todos que estão envolvidos no mundo das lojas virtuais.

Encontrar, entender e utilizar as plataformas é um trabalho que exige um profundo planejamento e conhecimento das mesmas. Se você não escolher a plataforma correta, ao invés de facilitar, as plataformas apenas trarão dor de cabeça e prejuízo pois, em algum momento, poderão não atender as necessidades do seu negócio.

Em resumo, temos no mercado duas distinções de plataforma: plataformas open source e plataformas proprietárias.

Abaixo vamos abordar as características de cada uma.

 

Plataforma Open Source

 

É a plataforma de licença de código aberto, ou seja, você terá acesso aos códigos fontes da loja, podendo modelar, estruturar o site conforme desejado e fazendo isso livremente. Esse tipo de plataforma oferece uma enorme gama de possibilidades para criação e desenvolvimento da sua loja virtual. Um exemplo que podemos citar são: Magento, WooComerce e OpenCart.

Pegando como base o Magento, um dos pontos altos é seu sistema modular, ou seja, é composto por diversos módulos independentes que se reúnem e formam o sistema. Esses módulos são conhecidos como extensões ou plugins e por meio deles, podemos incluir novas funções em nossa loja virtual. Sendo assim, uma plataforma robusta e com diversas opções de layout e extensões.

Um ponto que temos que destacar é que, no momento em que você decidir utilizar uma plataforma open source, será necessário a contratação de uma empresa especializada na plataforma escolhida, pois, como já citado, é necessária várias customizações e configurações, e assim, exige um nível de conhecimento avançado para que seja feita todas as adequações necessárias para seu correto funcionamento.

 

Plataforma Proprietária

 

É aquela que não disponibiliza o código fonte para os clientes, e que para qualquer customização e melhoria desejada, a empresa detentora do código precisará aprovar sua solicitação. Uma vez aprovada, a detentora irá implementar sua melhoria e essa ação poderá envolver custos e ser disponibilizada para outros clientes.

Hoje em dia a maioria das plataformas proprietárias possuem um modelo de contratação SaaS (Software as a Service) que é o conceito que nos referimos a um site que oferece um serviço online, que automaticamente, não se faz necessário estar instalado no computador.

Para utilizar esse modelo é precisa pagá-lo mensalmente. Algumas empresas realizam a cobrança com base em planos fixos, porém outras utilizam o modelo CPV (custo por venda), assim, você paga um valor mínimo de utilização, mas, conforme o site vende, a plataforma é comissionada com um percentual.

 

Rodrigo de Oliveira Neves

Diretor da ABRADi-SP

CEO e Fundador da VitaminaWeb, produtora digital especializada no desenvolvimento de projetos web e mobile.




X